sábado, 14 de dezembro de 2013

Poema: Natal

Poema : Natal

Uma noite de neve e fresca
Luzes a iluminar a cidade 
Olhos a brilhar é o amor no ar...
família reunida...
Benção concedidas...
Prendas oferecidas...

Natal de luz esperança, festas e fé!
Natal que renasce um novo mundo
um novo ser uma nova realização!

Natal mesa cheia
Aproximação dos amigos e aqueles 
que um dia foram os teus inimigos.
Natal esplendoroso, glorioso e poderoso.

De sentimentos profundos onde Deus 
enviou teu filho, com intuito diferente...
 distribuir carinho e aproximação 
vivenciando o amor nesta  noite
 especial e espiritual
A ti desejo te um caloroso abraço e um ...
Feliz nata!!!

Mirele Vrãbiescu
14/12/2013
Lisboa/ Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados


Poema: Desilusão

Poema: Desilusão

Desilusão é a pior convicção da 
incerteza, do talvez!
Desilusão  é  a grande ilusao de um
 quase acontecer.
Desilusão entristece me,  mata me com 
 a lembrança do que poderia 
ter sido e não aconteceu.
Desilusão é apenas promessas ditas e não
 realizadas simplesmente quebradas.
 Desilusão é o que se pensava ser amor...
Desilusão é sempre correr o risco do fracasso 
mas jamais desistir de correr em buscar do amor.
A desilusão é a mentira de pernas curtas.  
Desilusão a máscara cai .
 É o não acreditar na possível realização e 
nas,  oportunidades oferecidas 
Um basta nas desiluções pois com elas
aprendemos a viver e criar nossas 
própias armaduras.

Mirele Vrãbiescu
14/12/2013
Lisboa/ Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados


domingo, 10 de novembro de 2013

Poema: Novembro

Poema: Novembro

Novembro o meu mês!
Um lindo mês repleto de 
tradições e emoções.

Novembro mês de vento frio e
chuva abençoado

Novembro mês festivo
de outono florido e divertido

Novembro mês de todos os Santos
celebrados. 

Novembro mês agreste de 
recordações com importantes lições

Novembro  meu mês de orgulho no 
qual vim ao mundo, trazendo aos meus, 
muita alegria e orgulho

Que seja  muito  bem vindo  meu mês  de 
novembro amado e esperado.

Mirele Vrãbiescu
10/11/2013
Lisboa/ Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610


Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

Poema:Um dia Feliz

Poema:  Um dia Feliz 

Hoje é um novo despertar,
uma nova conquista,
uma nova energia,
um novo estado de espírito cheio de alegria.

Um dia com muito entusiasmado que contagia me.
Hoje é o meu dia especial, onde celebro  mais um ano de vida...
"Dom da Vida", juntamente com aqueles que me querem bem,
 e contribuem para que seja sempre especial.

Sim, meu aniversario,
O dia do meus anos! 

É um dia de muita gratidão para mim...
Pois comemoro em dose dupla.
Neste dia  tenho  um promessa a cumprir, 
não a trabalho, nem aborrecimentos!
Dia para viver intensamente, reflectir positivamente, 
comemorar as  boas surpresas, acontecimentos.
Um dia com um toque mais que especial!´

Não pode faltar, um delicioso bolo com velhinhas, tradicionais,
cartões e mensagens, miminhos e é claro prendinhas!

Hoje é o meu grande dia de alegria !!!
Para todas as pessoas que comemoram 
juntamente comigo, desejo vos, que este novo 
amanhecer seja de luz... alegria... esperança...
força...Fé... saúde e muito amor!

Que nossos projectos iniciados, sejam concluídos, 
que Deus nos conceda força, fé, pois tudo se 
renova, "não no novo Ano",  mas sim no dia do 
nosso nascimento, o que da mais sentido a vida!

Deixo vos um abraço ternurento de coração ´
ligado ao coração, regado de muito carinho, 
meu a ti neste nosso grande dia.
Parabéns a mim!!!
Parabéns a ti!!
Parabéns a nós!
Um desejo enorme de um dia muito feliz, junto aos teus.

Mirele Vrãbiescu
10/11/2013
Lisboa/Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610
Publicada por By Mirele

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados



domingo, 3 de novembro de 2013

Poema: Acreditar




Poema: Acreditar

Acreditar e não desistir
É no meio das dificuldades,
que ficamos muito mais fortes,
que contornamos as fragilidades,
e encontramos os bons suportes.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas , se formos verdadeiros e amigos,
A nossa amizade nos reaproximará

pois  havera duas formas para viver a vida:
Uma é acreditar que não existe milagre,
A outra é acreditar que todo as coisas são um  milagre
Basta acreditar ...e acreditar!!!

Mirele Vrãbiescu 
03/11/2013
Lisboa/Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

domingo, 22 de setembro de 2013

Poema: Alegria em fases


Poema:  Alegria em fases

A alegria de viver
A alegria de estar em êxtase
Sentir se bem 
Não permitir que alguém 
saia da nossa presença sem se
sentir melhor e mais feliz.

 A alegria abre a nossa tristeza 
é um refrigero ao espírito, um 
estágio elevado da nossa alma.
A alegria não permanece voa ...
basta fazermos sempre coisas boas
 para ficar mais tempo entre nos.

Se exagerássemos em nossas alegrias
como fazemos em nossas perdas,
nossos problemas perderiam toda
 sua importancia e conseguiriamos gerir
 a vida com mais facilidade, apesar das 
dificuldades e viveriamos a alegria 
como deve ser.

As maiores loucuras da vida são
as mais sensatas alegrias,
o que fazemos hoje deixaremos
como herança para os nossos ... 
que  tentaram ser loucos e mais felizes 
que um dia ja fomos.
Alegria é loucura de viver, e vivamos 
essa loucura que so faz bem a nossa 
alma sempre!
Alegria... Alegria que nos contagia.

Obs: uma junção de varios autores
Mirele Vrãbiescu
22/09/2013
Portugal/Lisboa

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

Poema: Medo de apaixonar te


Poema:  Medo de apaixonar te

Como pode amar se tens medo de apaixonar te?
O coração  bate acelerado
as cores e promessas aparecem .
Como posso  ser corajosa
ao ver te na solidão e estar na solidão?
 Toda minha duvida de repente
se vai de alguma  maneira 
um passo mais perto de ti   ...
 E eu morri... todos os dia esperando por ti.

Amor não tenha medo  pois amei te 
por muito  tempo,
Eu amarei te pela vida toda!.
 Pela beleza em tudo que vivemos terei coragem.
 Não deixarei que nada a leve embora
 guardarei em memoria .
Cada suspiro nosso cada momento 
um passo mais próximo ao nosso amor.

 Eu morri todos os dias esperando por ti e 
nada mais deste me que desilusões um 
vazio constante dentro de mim.
O tempo todo acreditei que te encontraria 
e tornaria isso possível entre nos .
O tempo trouxe o teu coração ao meu...
o tempo trouxe o teu amor ao meu...
Não jogue esse possível e  lindo amor 
fora sem motivos algum.
Afinidade raramente se encontra nessa 
vida por assim vivida.
Não tenha medo de apaixonar te por mim.
Eu estou e estarei aqui sempre por ti.

Mirele Vrãbiescu
22/09/2013
Portugal/Lisboa

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Poema : Sinto me só

Poema: Sinto me só

Olho para dentro de mim 
e nada vejo , só um vazio
 assim ...oco... profundo.
Sinto me só cansada abatida
 desiludida.

 Embora sinto me  só  estou cheia de vontade
e desejo de sentir  um bom abraço apertado
de coração junto ao coração.
Sentir a respiração de um alguém no meu ouvido
dizendo palavras de conforto e carinho alem 
de ganhar muitos miminhos.

 Sinto me só..  muito sozinha num vazio 
num silencio perdida, angustiada, triste, e ate chateada.
Embora sinto me só apenas hoje não desejaria
esta sozinha neste noite que vem surgindo
Queria eu contemplar um rosto e belo sorriso 
de alguém que possa ter e amar

Mirele Vrãbiescu
19/09/2013
Portugal/Lisboa

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610
Publicada por By Mirele

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

sábado, 7 de setembro de 2013

Homenagem: Mirele Coelho



Neste anexo, você MIRELE COELHO foi à inspiradora do que escrevi, pelo que pude observar, tentei retratá-la ou mesmo retratar em algumas palavras e frases o seu modo de ser, inserido na construção de seu nome.

Vendo que as fotos, se eu não estiver errado, mostraram ser você uma pessoa extrovertida, insinuante e comunicativa.

Olhando as fotos, tive a iniciativa observar seu ego, sorriso contristado, aberta e livre dos preconceitos tão arraigados em nossa sociedade.

De personalidade forte, sabe o que quer e não é de deixar passar as coisas que deseja.

Se caso em você não existir nada que exprime o que deduzi, quero que me relate detalhadamente o que escrevi, o que notou e o que realmente tem em você nas frases de seu acróstico, certo ?

Breve pretendo lançar um livro e nele dentre os mais de 400 nomes que escrevi estará o seu.

Também quero me desculpar por roubar de seu álbum uma foto que tirei para ilustrar o que fiz.

Foto que escolhi para ilustrar o seu POEMA ALÉM DO QUE PAREÇO SER.

Obrigado por receber esse acróstico e espero que valorizando o que foi construído com seu nome por ser você uma pessoa admirável faça bom uso se é que pela valorização possa guarda-lo, seja feliz...



POEMA ALÉM DO QUE EU PAREÇO SER

De Odilon Lagares de Aguilar



Marcante com idéias fixas em ações criativas de trovas e versos bem inspirados

Inusitados pela performance das palavras em toques sutis de aproximação sofrida.

Realista com pensamentos voltados ao seu viver em contornos tidos e superados

Espelhando um conviver como mesmo diz: ¨Gosto de pessoas que conseguem me enxergar além do que eu pareço ser¨.

Leveza de um olhar triste, em momentos de contemplação pelo vazio de sua alma enternecida.

Expondo uma face meiga com traços de candura e ternura tornando-a bela e querida.



Governador Valadares, 30 de julho de 2013
Odilon Lagares de Aguilar

Poema: Descoberta



Poema: Descoberta

Por um bom tempo eu tentei ser o que os outros queriam que eu fosse!
Já fiz o que não devia ser feito...
Ja deixei de fazer o que tinha que ser feito e acertado!
Já deixei que o medo me impedisse de correr atrás dos meus verdadeiros sonhos e conquistas.
Deixei de dizer amo te ...tenho saudades ...preciso de ti...
Deixei de dar um abraço desejado e esperado...
Deixei o tempo passar e passar, e sem perceber perdi grandes oportunidades em minha vida.
Percebi que nem tudo tem o seu lado bom a maior parte ruim.
Mas devo saber tirar proveito de tudo sem dúvida.
Aprendi com as quedas a levantar me e seguir em frente...
Descobri que há algo forte que guia me, e que protege me sempre...
Aprendi a confiar um pouco mais...
Aprendi a respeitar quem me quer bem!
Descobri o sentido da palavra amizade verdadeira!
Descobri que eu não preciso importar me com os problemas pequenos embora sempre preocupam me.
Descobri que devo ser aceita pelas pessoas como sou e não como elas desejam que eu seja! Pura ilusão...
Descobri que tenho que aceitar a vida do jeito que ela é nem mais!
No meio de tantas descobertas eu me redescobrir... e descobrir também
que eu Mirele preciso apenas ser eu, pois isso já é o suficiente e basta.

Mirele Poesias
07/09/2013
Lisboa/Portugal


Direitos Autorais protegidos 
pela Lei 9.610 
Publicada por By Mirele

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

Poema : Olho te

Poema: Olho te

Eu olho te sim bem detalhadamente.
Esse teu olhar chama me... pede me a olhar mais...e mais.
E reviro as tuas fotos imagino até viajo em teus versos
Inspira me, criar poesias que falam de ti sem malícia...
Nem mesmo pecando, olho te assim com a ternura com vontade de
ver te sempre aqui perto do meu coração.
Belos olhos os tens... esse brilho intenso mexe com os meus sentimentos
mais profundos em meu coração o que o faz disparar quando percebo...
Quando lembro me que estas longe bem longe do meu olhar...
Mas o que importa é que as tuas palavras estão bem perto do meu coração...
Como é bom ser poeta e poder compartilhar em prosa e versos os sentimentos transparentes...singelos... que existe dentro de nos.

Mirele Poesias
06/08/2013
Lisboa/ Portugal

Direitos Autorais protegidos 
pela Lei 9.610 
Publicada por By Mirele

Poema: De tanto



Mirele Poesias
Odilon Lagares de Aguila

De tanto gostar... amei. 
Quando se depara com alguém que simpatiza, logo vem a química e dai esse sentimento que se torna vulnerável pela maneira de você absorver o que contraiu.

De tanto lutar... cansei...
Passa um tempo e você começa a discernir o que está vivendo e vê que não é bem como sentiu quando do primeiro contacto e foi descobrindo as coisas que no amor acontecem por egoísmo pois todo sentimento deseja mais e mais e ao sentir o que não concorda, vem a frustração de não ser como desejou.

De tanto querer...desistir.
Toda desistência tem uma razão de ser e ela só acontece por você não aceitar o que não está dentro dos parâmetros de seu querer ou mesmo fora do que queria para uma convivência compartilhada e interessante a uma vida a dois...

De tanto sofrer cresci.
Vem as decepções, o viver sem um planeamento adequado para absorver a necessidade que os dois tem para uma vida de alegria, prazer e felicidade na comunhão de tudo que proporciona a cada um a certeza de que um depende do outro e ai aparece tudo que prejudica o relacionamento, cada um querendo ter sua independência ou mesmo a liberdade para fazer o que não é aceitável a um relacionamento que depende da confiança e aceitação para uma vida sem desencontros e desconfianças...

De tanto amar... aprendi a ser feliz sozinha
Com decepções, frustrações, mal querência tudo é deixado para trás mesmo com as responsabilidades e compromissos assumidos e que aos dois tem a necessidade de serem cumpridos, cada um parte para sua independência deixando o que não poderia ficar apenas com um, pois assim como houve a simpatia, o querer, o relacionamento compartilhado, agora também não deve ficar com apenas um o árduo ónus de viver só tendo no coração o sentimento de um amor profundo na eminência de a partir dai o aprendizado de viver só, mesmo possuindo uma paixão que não sai do coração.

Lisboa, 12 de Agosto de 2013
Mirele Vrãbiescu e Odilon Lagares de Aguilar

Direitos Autorais protegidos
pela Lei 9.610
Publicada por By Mirele Poesias

sábado, 13 de julho de 2013

Poema : Solidão

Poema : Solidão

A solidão mais parece um deserto com
alma vazia a procura de algo mais além.
E´só na solidão que nossa alma se revela
o mais íntimos e escondidos sentimentos.
Vão se abrindo como uma linda flor nocturna
 a delicadeza de suas pétalas a nossa essência.

A dor, que a alma  transborda em pensamentos
que pouco a pouco se extingue fogo em brasa.
A dor,  no amor, em não encontrar a pessoa certa,
se desgasta em sofrimento, gerando a solidão até a
descoberta que não existe a pessoa certa, e sim a pessoa
que luta para dar certo....
A dor transformando em saudades de um passado
que ainda não passou, recusando um presente vivo
que nos machuca , e não conseguir gerir o futuro
que nos convida a começar de novo!

Mirele Vrãbiescu
13/07/2013
Lisboa Portugal

Direitos Autorais protegidos 
pela Lei 9.610 
Publicada por By Mirele

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Poema: Reflexão

Poema: Reflexão

Não temos que perder para dar valor...
Mas da valor para não perder!
Todos querem amar, mas poucos sabem fazer isto acontecer de verdade!
Porque o amor não está na estética e nem tão pouco na enfermidade das palavras lisonjeiras. 
Cabe a cada um descobrir a razão pela qual devemos amar.
E se esta razão não for a de querer ver a pessoa que amamos feliz ,então, ainda, não descobriu o que chamamos de "amor".
O amor só é verdadeiro quando continuamos amar
Pois não existem pessoas frias.
Existem pessoas que aprenderam a bloquear seus sentimentos 
Segue essa receita...
Um punhado de dor, varias decepções e uma dose generosa de desapontamentos...
Embora tão poucas mulheres buscam esse contentamento
porque desconhecem a rotina da verdadeira maneira que é preciso fazer e tornar a vida mais feliz.
Acredite!
Normalmente as pessoas mais divertidas e engraçadas são as que mais sofrem de solidão,
e as que mais problemas tens.
Descobri agora que ... Não é o AMOR que sustenta o relacionamento duradouro. 
E sim o modo de se relacionar que sustenta o amor verdadeiro...
Uma grande avaliação e reflexão da minha visão.

Mirele Vrãbiescu
12/07/2013
Lisboa/Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610
Publicada por By Mirele

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Poema: Eu não desistirei de nós


Poema: Eu não desistirei de nós

Quando olho em teus olhos
é como observar o verde do campo
Eles carregam tanta coisa ao vento
como as  folhas a cair e se despedaçando
Vejo que evoluíste muito no campo
estas bem onde esta agora.
Qual idade da sua alma?
Eu não desistirei de nós.
Ainda que os campos fiquem violentos...
Estou lhe dando todo meu amor!
Deus sabe que somos dignos.
E, eu não desistirei de nós.
Não quero ser alguém que vá embora facilmente,
estou aqui para ficar, fazer a diferença que posso fazer.
Nossas diferenças, elas fazem muito, nos ensinando a
usar ferramentas, os dons que temos.
Há muito em jogo... sim!
E no fim, tu és ainda meu amigo, pelo menos
não fomos tendenciosos.
Para funcionarmos, não quebrarmos, não queimamos
ou magoamos.
Tivemos que aprender a ceder..
Sem ceder a pressão do mundo
Tive que aprender o tenho e o que não sou...
E quem eu sou!
Não desistirei de nós
Deus sabe que sou forte, ele sabe que
temos muito a aprender
Deus sabe que somos dignos
E eu não desistirei de nós...

By Mirele Vrãbiescu
26/06/2013
Lisboa/Portugal

Direito Autorais protegidos
pela lei 9.610
Publicada por By Mirele

Copyright © 2005-2014 By Mirele Coelho
Todos Os Direitos Reservados

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Poema:É um lindo dia

 Poema: Um lindo dia

O Coração é como uma flor que
brota no chão rochoso.
 Sente -se um aperto e mesmo assim
 a uma vida ...a  uma esperança.
Ás vezes o nosso céu desaba e
 mesmo assim achamos um lindo dia.
Quando estamos na estrada
sem  destino ou na lama  caidos,
ate mesmo no labirimto da nossa imaginação 
 isso  soa  um pouco verdadeiro...
Pois conheco me por inteira,
e a vida aconhece me por inteira.
É mesmo assim é um lindo dia.
Não deixe  isso  escapar
É um lindo dia
Toque- se ...
Leve se para outro lugar
Ensine -se... A sonhar
Eu sei que não sou um caso perdido pois vejo
 o mundo em verde e azul.
Vejo um pássaro com um ramo no bico e 
surge me um tic.
Afinal depois da enchente ,todas as cores aparecem
e o dia continua  lindo 
Não deixe  escapar este momento
Pois é um Lindo dia
Toque -se , leve- se para outro lugar
Alcance essa visão , eu sei que não sou um caso perdido.
O que  não tens , não precisrá agora.
O que  não sabe,  pode sentir de alguma forma.
Assim caira em si e dira para ti mesmo
Foi um lindo dia.

Mirele Vrãbiescu 
21/06/2013 
Portugal/Lisboa 

Direitos Autorais protegidos 
pela Lei 9.610 
Publicada por By Mirele